Movimento global sedeado em Portugal assina protocolo com CÂMARA DE COMÉRCIO de PME Portugal-China.

Associação ZOOM GLOBAL SMART CITIES (ZGSC), constituída em 2018, é composta por peritos, estudiosos, académicos, ex-governantes e profissionais de diversas áreas e de todos os pontos do globo, assinou recentemente mais um protocolo de cooperação com uma entidade de relevância em Portugal. Neste caso, com a CÂMARA DE COMÉRCIO de PME Portugal-China.

A assinatura foi protagonizada pelos responsáveis das respetivas associações: Vitor Pereira, Diretor Executivo da ZGSC e Y Ping Chow, Presidente da CCPC-PME.

O protocolo entre as duas associações pretende promover o progresso social urbano sustentável e fortalecer a defesa e a consciência dos direitos da cidadania e da inclusão por meio de cidades inteligentes e processos de inteligência para negócios com vista ao progresso económico de empresas, startups, empresários e outras entidades de direito comercial, chegaram a este acordo sobre o estabelecimento de uma parceria estratégica.

A CCPC-PME tem como principal objetivo construir uma plataforma de informação e comunicação para as PME portuguesas e chinesas, através desta plataforma, para reforçar a cooperação entre as PME portuguesas e chinesas, em conjunto para aumentar o comércio e intercâmbios, para promover, bem como para reforçar a economia e os negócios, para fazer devidos contributos para a cooperação entre Portugal e a China.

A ZGSC foi criada com o objetivo de incorporar a experiência, a criatividade e a competência em projetos de cidades inteligentes, apoiando municípios, empresas, startups e outras organizações que compartilhem os mesmos princípios de ética e transparência na gestão e utilização dos recursos públicos.

Nos últimos meses, o trabalho da Associação tem-se focado na disseminação de uma mensagem de otimismo para o futuro, advogando a necessidade de existir um plano de ação e uma estratégia consistente e multissectorial.

Em Portugal, a Associação procura cidades, startups e empresas parceiras que desejem participar num processo credível e independente para o desenvolvimento social e económico das comunidades assente em inovação, ética e criatividade.

Portugal, a ponte natural entre mundos inteligentes
Tagged on:             

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *